14/06/2021 às 10h51min - Atualizada em 14/06/2021 às 10h51min

Greer, Elizondo, Mellon e West: expectativa com relatório acirra ânimos na Ufologia

Vigilia.com
Redação Vigília
Steven Greer vs Lue Elizondo | Fotos: Reprodução
Conforme se aproxima do fim do prazo para a apresentação do relatório de inteligência sobre Fenômenos Aéreos Não Identificados (UAPs, como são agora chamados agora os UFOs pelos militares dos Estados Unidos), parece aumentar a tensão entre diferentes personalidades da cena ufológica daquele país.
Na última semana vimos uma discussão pública através do Twitter entre o cético Mike West e o ex-secretário adjunto de Defesa para Inteligência dos Estados Unidos, Christopher Mellon. O tema central foi justamente a provável origem dos objetos voadores não identificados registrados em 2019 próximos de navios de guerra dos EUA, entre eles os navios USS Omaha, USS Rafael Peralta, USS Kidd, USS Russell, USS Paul Hamilton e USS John Fin.

Os registros desses objetos em diferentes situações foram vazados e apresentados ao mundo pelo cineasta investigativo Jeremy Corbell. Em pelo menos três ocasiões as imagens não apenas foram confirmadas pelo Pentágono como registros obtidos por pessoal da Marinha como também reafirmadas como eventos investigados no âmbito da Força Tarefa UAP (UAPTF), criada especificamente para lidar com casos de fenômenos anômalos.

West é um dos principais críticos das fotos e vídeos recém vazadas no âmbito do trabalho da Força Tarefa UAP. Fundador do fórum Metabunk.org, dedicado a desmascarar teorias da conspiração, ele é autor de “Escaping the Rabbit Hole: How to Debunk Conspiracy Theories Using Facts, Logic and Respect” (Escapando da Toca do Coelho: Como Desmascarar Teorias da Conspiração Usando Fatos, Lógica e Respeito, em tradução livre).
Já Mellon tornou-se peça fundamental no desenvolvimento de uma nova atitude do governo norte-americano em relação ao fenômeno UFO, ajudando a expor registros sigilosos e testemunhos de pessoal militar, junto com o ex-oficial da inteligência Luis Elizondo, que coordenou o AATIP, ou Programa de Identificação de Ameaças Aeroespaciais Avançadas, aparentemente a mesma função da recém criada UAPTF.

Discussão acalorada no Twitter

Em artigo publicado em 26 de maio no site do jornal Usatoday, West defendeu que todos os episódios de vazamento recente “se tornaram mais mundanos sob um exame mais detalhado”. Mesmo concordando que há casos que continuarão sem resposta (mas apenas por causa da baixa qualidade dos registros), West defendeu que “não identificado” não significa tecnologia avançada.

“Se a qualidade das evidências vazadas for algum indicador (e provavelmente é), então não haverá nenhuma revelação significativa sobre a existência de naves que desafiam a física e, certamente, nenhuma evidência forte de visitantes alienígenas”, concluiu em seu artigo.


Em resposta ao post com o link de seu artigo no Twitter, Mellon rebateu:

“Ninguém em posição de responsabilidade disse que eram alienígenas; 2) todos concordam que é importante identificar os intrusos. Portanto, não há desacordo para a maioria. Em vez de brigar, vamos todos nos juntar para encorajar nosso governo a chegar ao fundo disso”. Mellon completou reforçando que acredita que a hipótese dos extraterrestres ou ultraterrestres (sic), que ele abrevia “ET/UT”, é uma “forte candidata” para explicar o óvni Tic Tac, e que há algo preocupante acontecendo “e precisamos ir ao fundo isso” .

Polêmica e acusações: Steven Greer vs Lue Elizondo

A discussão entre West e Mellon vira uma conversa amistosa perto da atitude de outro expoente da Ufologia norte-americana — o médico socorrista Dr. Steven Greer — e os mesmos personagens envolvidos nos vazamentos do Pentágono. Greer é fundador do Disclosure Projetc (“Projeto Desacobertamento”) e do Centro para o Estudo de Inteligências Extraterrestres.
Em 19 de maio, o médico publicou um vídeo em seu canal no Youtube em que afirma que figuras como Jeremy Corbell, Leslie Kean (“New Yortk Times”) e Nick Pope (ex-funcionário do Ministério da Defesa Britânico) , entre outros, estão mentindo para o público. O ufólogo afirma ainda que Luis Elizondo é um “agente de desinformação”.

“Luis Elizondo é um agente de desinformação profissional divulgando informações falsas sobre o assunto óvni na grande mídia”.


Greer faz acusações sérias de que pessoas de sua equipe teriam ouvido do próprio Elizondo que a narrativa de que os óvnis e alienígenas podem representar uma ameaça à segurança nacional seria uma forma de obter apoio público para conseguir mais financiamento para a nova Força Espacial dos EUA.

Greer diz ter ouvido partes dessa história do próprio advogado Daniel Sheehan, que está atuando por Elizondo numa ação contra oficiais do Pentágono que estariam tentando difamá-lo. O ufólogo revela que a razão do processo, inclusive, não seria essa, e estaria relacionada à suspensão das autorizações de segurança de Elizondo.

Não é de hoje que Greer combate o conceito de “alienígenas ameaçadores”, que diz ser induzido por Elizondo. Em sua opinião não ele reflete a realidade do fenômeno UFO e atende apenas aos interesses beligerantes do governo dos EUA. Já faz alguns anos ele lançou os chamados Protocolos CE-5, uma abreviação para Contato Imediato de 5º Grau. Eles tornariam um encontro próximo com alienígenas “acessível” a qualquer pessoa, apesar de “contrariar os interesses do governo”.

Até agora, nem Elizondo nem qualquer um dos demais citados nas acusações do médico comentou as declarações. Mas canais dedicados ao tema no Youtube e nas redes sociais, como o Post Disclosure World, cobram de Greer provas contundentes de suas alegações.
Link
Roberto de Oliveira

Roberto de Oliveira

Roberto de Oliveira - É pesquisador e entusiasta de Ufologia.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp