08/04/2016 às 10h51min - Atualizada em 08/04/2016 às 10h51min

Cláudia Dib bate-papo com Luizão da Tininha

Luiz da Silva, nascido em Atalaia/AL., casado, é toledense de coração há 30 anos. Luizão da Tininha como é conhecido é Bacharel em Direito, formado pela UNIP, empresário no ramo de confecções, está estabelecido em Pedro de Toledo há mais de doze anos. Em 2012, Luizão foi candidato a vice-prefeito pelo PR (Partido da República), agora ele se declara pré-candidato a prefeito pelo mesmo partido. Confira o descontraído bate-papo com Cláudia Dib. Cláudia Dib - Como começou a sua história em Pedro de Toledo? Luizão da Tininha - A Tininha frequenta Toledo desde os dez anos de idade, foi ela que me apresentou esta linda Cidade, gostei muito da tranquilidade, compramos um sítio há muitos anos, e passamos a frequentar todo fim de semana, com isso nosso envolvimento com a Cidade foi crescendo, fomos participando dos eventos sociais inclusive ajudando a organizar os carnavais de rua. Mais tarde, a prefeitura municipal lançou o Programa de Apoio e Incentivo à criação de micro e pequenas empresas, eu vi uma boa oportunidade de investir na Cidade, então trouxemos a fábrica de Santos para cá. São mais de doze anos gerando empregos e contribuindo para o crescimento do município. Cláudia Dib - Aqui na fábrica de confecções são quantos funcionários? Luizão - Atualmente estamos com 30 funcionários diretos e mais 30 indiretos, são 60 trabalhadores garantindo o seu sustento dignamente. Cláudia Dib - Você é uma pessoa ativa politicamente, você é pré-candidato? Luizão - Sim, com certeza, sou pré-candidato a prefeito nas próximas eleições pelo PR (Partido da República). Cláudia Dib - O que te fez se envolver na política, porque você quer ser prefeito? Luizão - Diante de tantos desmandos, temos hoje uma cidade estagnada, ela não cresce economicamente. E eu creio ser possível trabalhar por uma melhoria do município, acredito que uma Cidade do tamanho de Toledo possa ser bem administrada, atualmente a administração está deixando a desejar. Cláudia Dib - No Brasil os políticos estão com uma imagem muito desgastada, como é o seu conceito de política, como você pode ajudar a Cidade? Luizão - Eu acredito em uma política que ajude a comunidade, que apoie realmente a classe trabalhadora, acredito na política do bem! Eu acho que a população tem que renovar, e o político por sua vez tem que estar cercados de pessoas do bem, montar a equipe de pessoas certas, que queiram trabalhar para ajeitar o município. Não tem segredo, é trabalho! Cláudia Dib - O trabalho do prefeito também depende do relacionamento com os vereadores, é um trabalho em conjunto. Como você vê a Câmara de Vereadores atualmente? Luizão - Além de muita oposição ao atual prefeito, eles não se entendem e não trazem nenhum benefício para a Cidade, eles não trazem nenhuma emenda para o município, eles não ajudam o prefeito, as brigas internas só prejudicam a Cidade. Todos devem ter um só objetivo, trabalhar pela Cidade, melhorar a qualidade de vida do cidadão Toledense. Te dou o exemplo de Guararema e Vinhedo que também são cidades pequenas e todos trabalham em prol da Cidade. A oposição deve ser responsável, nunca destrutiva! Cláudia Dib - Você acha que a Câmara também precisa desta renovação? Luizão - Eu acredito em uma mudança, acredito numa renovação política, onde os políticos tem que se reciclarem, buscarem conhecimento, estudar mesmo. Veja, Toledo é uma cidade com o orçamento de aproximadamente R$ 30 milhões, para uma população fixa de 11 mil habitantes. A Cidade não tem uma média de renda per capta tão ruim assim. Mas, o dinheiro precisa ser aplicado corretamente e só o estudo e planejamento é que vão garantir isso. Cláudia Dib - Na sua opinião o que falta para trazer mais desenvolvimento e melhorar a economia da Cidade? Luizão - Temos que aproveitar a nossa vocação turística, o próximo prefeito deve trabalhar melhor propostas e projetos de Turismo Aventura, temos rios, cachoeiras, toda a riqueza da Mata Atlântica, um cenário que muitos turistas internacionais rodam o mundo inteiro em busca que que temos aqui tão perto! Como Cidade Ecológica, o próximo prefeito pode também criar incentivos fiscais a fim de atrair indústrias não poluentes. Já para a nossa população é preciso melhorar as condições das escolas municipais, melhorar o atendimento de saúde pública, e dar incentivos e condições para os chacareiros, boas estradas, pois estes estão abandonados, atualmente sofrem até com a falta de transporte, eles estão desestimulados a permanecerem no Município. O pior disso tudo é não ter atendimento médico especializado aqui, quando o caso é mais grave, o paciente tem que ser removido até Pariquera-Açu, uma vez que estamos na Região do Vale do Ribeira, (englobada pelo Departamento Regional de Saúde - DRS XII/Registro), estão sujeitos a esta longa viagem os pacientes em tratamento de câncer, hemodiálise, entre outros.
O mundo não é dos espertos. É das pessoas honestas e verdadeiras. A esperteza, um dia, é descoberta e vira vergonha. A honestidade se transforma em exemplo para as gerações do futuro. Uma corrompe a vida, a outra enobrece a alma”. Chico Xavier
Cláudia Dib - O que falta para os empresários, investidores se interessarem pela Cidade? Luizão - Faltam incentivos reais, isenções fiscais por tempo determinado, criar uma cota de quantidade das vagas do município. Atualmente alega-se que o município é pobre, não pode abrir mão das taxas fiscais, mas o empresário não vai gerar empregos? Não irá aquecer o comercio local? Com a população empregada, todos ganham. Nós recebemos uma proposta do prefeito de Indiaporã, além da isenção fiscal, o município oferece um galpão todo pronto, é só instalar o maquinário, tamanho é o empenho do prefeito em atrair investidores. Nós estamos a “meio” caminho do MERCOSUL, próximo a BR, estamos a 130Km de São Paulo, e não temos parcerias empresariais. Cláudia Dib - Qual o seu pensamento quando a educação municipal? Luizão - Pedro de Toledo é uma cidade que não tem um plano de carreira para os professores, não tem nem estatuto, hoje se você deslocar uma professora para ser diretora de escola, ela vai ganhar menos que um professor. Temos que valorizar as pessoas da terra, as diretoras, a secretária de educação deveria ser uma pessoa do município. A própria merenda escolar deve ser municipalizada, não há necessidade de uma empresa de fora fornecer a merenda. O material escolar é todo comprado fora, nada é comprado aqui, é preciso movimentar a economia da Cidade, pois o nosso comércio está estagnado. Cláudia Dib - E quanto aos cargos de confiança? Como lidar com essa enxurrada de pessoas de fora da Cidade? Luizão - Na minha opinião temos que valorizar o funcionário público de carreira, dar condições de trabalho e um plano de carreira digno, a quantidade de funcionários comissionados deve ser mínima. A prefeitura é o funcionário concursado, eles são a entidade prefeitura. O comissionado onera e muitas vezes “emperra a engrenagem” prefeitura, pois eles vem de fora com o salário muitas vezes maior, e o restante da equipe fica desmotivada e não rende, não executam sua função de forma satisfatória, isso é um desastre para o Município. Cláudia Dib - Voltando a falar de desenvolvimento, você atribui esta falta de investidores também aos vereadores? Luizão - Sim, com certeza! Para termos um município forte, precisamos de uma base sólida, precisamos de vereadores fortes, que tenham um bom relacionamento com o governo estadual. O nosso partido (PR) é forte, e temos bons deputados federais e estaduais, temos o apoio do “queridinho do Vale”, o deputado estadual mais atuante no Vale do Ribeira é o André do Prado, é importantíssimo para o município que se tenha um partido com deputados dispostos a socorrer a Cidade, pois através de emendas parlamentares é que você injeta dinheiro e impulsiona o município. Por exemplo, o André do Prado mandou recentemente uma emenda de R$30 mil reais para o CCI (Centro de Convivência dos Idosos), e outra de R$ 30 mil reais para a APAE de Pedro de Toledo, e isso sem um representante na Câmara de Toledo. Cláudia Dib - Quais seus planos para o futuro? Luizão - Neste momento eu me coloco a disposição do partido, sou pré-candidato a prefeito para as próximas eleições e se eleito for, quero trabalhar muito, buscar investidores para mudar a triste realidade desta Cidade, caso contrário, vamos continuar trabalhando em nossa empresa e continuar gerando emprego, vou continuar fazendo a minha parte social.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp