06/07/2021 às 09h26min - Atualizada em 06/07/2021 às 10h20min

Relatório aponta que a América Latina se tornou a nova potência mundial do e-commerce na pandemia

Brasil foi o principal destaque de vendas no segmento de Beleza e Cosméticos, com crescimento de 1.410% em 2020

DINO
https://www.cuecastore.com.br/


Os novos hábitos de consumo durante a pandemia da Covid-19 tiveram grandes impactos no e-commerce mundial e transformaram a América Latina na nova potência do comércio eletrônico global. É o que diz um relatório produzido pela fintech PayU, que revelou uma movimentação de mais de US$ 14 bilhões apenas em vendas no setor de Moda e Acessórios em 2020, com um crescimento de 191% nos gastos virtuais somente nas plataformas da empresa.

Intitulado "A próxima fronteira: os mercados mais promissores para líderes de comércio eletrônico emergentes em 2021 e além", o estudo aponta que a Argentina apresentou um crescimento de 447% em vendas nesses dois segmentos na comparação ano a ano, obtendo o mais alto ticket médio latino-americano: US$ 108.

Por sua vez, Brasil e México foram responsáveis por apresentar os melhores resultados no quesito gasto total na categoria de Beleza e Cosméticos, com evolução de 1.410% e 1.276%, respectivamente, entre 2019 e 2020. Por aqui, a arrecadação em vendas atingiu a casa dos US$ 2,8 bilhões, valor pouco mais de três vezes maior do que os números mexicanos. Ao todo, o segmento estético movimentou quase US$ 3,8 bilhões na América Latina no ano passado, alta de 133%.

Números do Brasil

De forma geral, o e-commerce brasileiro cresceu 32% no último ano, segundo o relatório, com um salto ainda maior na plataforma da PayU: 50%. Importante frisar que as comercializações on-line no país não se resumiram apenas aos bens e serviços nacionais. Contribuíram com esses resultados a consolidação de sites estrangeiros, como Amazon, Alibaba e Wish, e a facilitação de pagamentos internacionais on-line. Até por conta disso, estima-se que as vendas globais representem 25% do comércio eletrônico no Brasil até 2024.

Além do grande destaque na área de beleza, o país também chamou a atenção no segmento de Moda e Acessórios, com um crescimento superior aos 500% na PayU. Em outras fontes, o avanço registrado foi de 13%, movimentando mais de US$ 5 bilhões. Já no setor de Educação, os gastos no e-commerce brasileiro cresceram 14% na comparação entre 2019 e 2020.

Além do Brasil, o estudo indica uma promissora tendência de crescimento em toda a América Latina. A região, segundo a PayU, apresenta excelentes condições de tornar-se a nova referência global do comércio eletrônico entre os líderes emergentes do segmento de venda on-line, principalmente aos olhos de empresas que apostam no modelo omnichannel, que prioriza o rápido crescimento e destaque em determinadas áreas de atuação.

Expectativas para 2021

Já visando aos resultados do ano vigente, o e-commerce latino-americano estima ultrapassar a casa de US$ 1,7 bilhão em vendas somente no setor de Moda e Acessórios. Nesse cenário, há um enorme potencial de expansão internacional para comerciantes de diferentes subcategorias, como as lojas de roupa íntima masculina, que vêm crescendo cada vez mais nos últimos anos.



Website: https://www.cuecastore.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp