10/08/2021 às 18h00min - Atualizada em 11/08/2021 às 00h00min

Associação Semeadora trabalha para minimizar problema da fome na pandemia

Distribuição de alimentos para a população desassistida na pandemia está entre as atividades da entidade

DINO


A pandemia instalada em março de 2020 fragilizou o sistema econômico e expôs ao desemprego, ao desalento e à fome milhões de famílias brasileiras. O quadro de pessoas necessitadas e o número de moradores de rua cresceu vertiginosamente. Algumas ações solidárias são executadas para atuar o atendimento a essas pessoas e minimizar o problema. Segundo levantamento feito por institutos de pesquisa, o número de pessoas que viviam em insegurança alimentar saltou de 57 milhões em dezembro de 2020 para 116 milhões de pessoas em meados de 2021. O mesmo levantamento mostra que 43,3 milhões não têm acesso aos alimentos em quantidade suficiente e 19 milhões passam fome.

A Associação Semeadora tem o objetivo de dar incentivo a programas educacionais e à formação de profissionais, no entanto, nesse momento vai atuar emergencialmente na ação social de distribuição de cestas básicas nos pontos mais críticos do país. Para o empresário e educador, Arthur Machado, presidente e um dos criadores da Associação Semeadora, este é um momento crítico. "Estamos solidários com o problema social e queremos contribuir, além da doação de mantimentos, com a educação e o estímulo para dar dignidade a essas pessoas."

A Associação Semeadora surgiu pela iniciativa de um grupo de cristãos empresários e amigos que se reuniram para fazer gestão junto ao problema da fome e do desamparo de pessoas que hoje estão vivendo nas ruas. O objetivo é trabalhar para minimizar o sofrimento da população desassistida, de milhares de famílias que muitas vezes não têm o mínimo necessário para alimentação. Fazer esforço conjunto para exterminar as condições de fome e de fragilidade levando orientação e alimentos para diversos pontos do país.

"Com essa iniciativa pretendemos, além da assistência alimentar às pessoas, dar também um incentivo à educação e formar profissionais autônomos para que trabalhem junto aos desassistidos, tornando a população carente mais preparada para os desafios presentes", disse Arthur Machado.

Para as pessoas que integram a Associação Semeadora, o trabalho é gratificante e tem o propósito de resgatar as famílias em dificuldade e de semear a boa educação, através de ações sustentadas em princípios cristãos, que orientam e ensinam o que é uma vida melhor e mais digna para todos.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp