10/01/2022 às 11h46min - Atualizada em 10/01/2022 às 12h20min

Pandemia exige novos meios de venda e presenteio à distância

Com a chegada da pandemia as relações comerciais também precisaram mudar - inclusive a forma de presentear, como aponta um estudo do Google

DINO
https://www.penseflores.com


Há pouco mais de um ano a OMS, Organização Mundial da Saúde, declarava a pandemia do novo Coronavírus. A partir de então, a rotina de todos foi impactada, afinal, o distanciamento social foi medida de contenção indispensável da doença. 

Rapidamente os almoços em família, aniversários, comemorações e todos os momentos de união foram substituídos por videochamadas. A presença física foi substituída pela on-line e descobriu-se uma nova forma de estar próximo. 

E a adesão foi alta: na virada para o ano de 2021, entre 31 de dezembro e 1 de janeiro, mais de 1,4 bilhões de videochamadas foram realizadas apenas pelo WhatsApp, de acordo com dados disponibilizados pelo Facebook. O número representa aumento de 50% comparado ao mesmo período do ano anterior.

Ainda assim, muitos sentem falta dos rituais envoltos nas comemorações, como, por exemplo, o ato de presentear. Durante a pandemia, a encomenda de presentes de todos os tipos tornou-se opção. Tudo isso graças à facilidade: basta escolhê-lo e mandá-lo diretamente ao endereço de quem será presenteado. 

Vendas on-line 

Um estudo realizado pelo Google revelou que, atualmente, 61% dos consumidores buscam ideias de presentes - e efetuam sua compra - por intermédio da internet. Além disso, 45% afirma que deixará a entrega do item como responsabilidade da empresa que o fornece, evitando qualquer tipo de contato. 

Eudjane Costa, sócia-fundadora da Floricultura Pense Flores, diz que a ideia é boa, mas nem sempre as coisas saem como planejado. “Muitas pessoas acabam recebendo o presente mal embalado, danificado ou até mesmo completamente diferente do que foi comprado. Isso porque muitas empresas ainda não se adequaram a esse novo modo de vender e acabam cometendo erros na hora de realizar o envio dos produtos”, explica. Somente no ano passado, o Procon-SP registrou mais de 300.000 reclamações sobre compras on-line, por isso, é importante ter atenção.

Opções ao alcance

Existem diversas lojas, sites e aplicativos que realizam o serviço de entrega, assim como disponibilizam a compra on-line. Ainda assim, é importante saber quais são os pontos a serem avaliados antes da efetuação da compra. “Procurar pela reputação e avaliações da empresa é um bom começo para entender se o estabelecimento escolhido é de confiança. Depois disso, é hora de entender a estrutura da entrega. No caso das flores, cuidados são necessários. Entre eles, a refrigeração. Por esse motivo, optar por e-commerces consolidados e especializados faz diferença”, finaliza.

A floricultura de Campinas, Pense Flores, compõe um grupo empresarial chamado Tem Flores, que atua no ramo desde 2012. Ambas as empresas atendem no formato e-commerce e fazem envios para todo o Brasil. 

A marca apresenta estrutura construída para entregas, feita pela própria empresa: a Pense Flores foca momento de transporte e condições de refrigeração para garantir que as entregas cheguem em bom estado ao cliente final.

Para saber mais, basta acessar: https://www.penseflores.com



Website: https://www.penseflores.com
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp