26/09/2022 às 15h54min - Atualizada em 26/09/2022 às 15h54min

Atualização tecnológica exige envolvimento

AEAP
Estamos na era 4.0 da industrialização, que é marcada pelo aprimoramento das máquinas. Este é um momento em que observamos desenvolvimento na tecnologia da construção (estudo e aplicação de técnicas, métodos e ferramentas utilizadas na indústria da construção civil) e na digitalização (processo de tornar processos analógicos e objetos físicos em digitais).

O ano de 2021 foi marcado pelo tema BIM - conjunto de bancos de dados interligados, que integrados a ferramentas específicas permitem identificar interferências e fazer simulações de diversas naturezas, incluindo financeira, nos projetos. 
Vimos a ascensão da Internet das Coisas (IoT) com objetos físicos incorporados a sensores, software e outras tecnologias com o objetivo de conexão e troca de dados com outros dispositivos e sistemas pela internet, tanto no âmbito doméstico quanto na indústria.
Falamos de cidades inteligentes, com uso de tecnologia para agilizar e automatizar todos os processos provenientes da urbanização; redes 5G, quinta geração a internet móvel; Inteligência Artificial (IA) uma das soluções de tráfego inteligente, garantindo agilidade e segurança; Tecnologia geoespacial, que é importante aliado ao ambiente urbano em busca de acessibilidade e sustentabilidade; entre outros.
Acompanhamos a criação de Startups - empresas inovadoras que estão no início de suas atividades na área que são as Construtechs - que atuam no ramo da construção civil, Energytech - que trabalham no segmento de energia (geração ou controle) seja ela renovável ou não. 
A cada dia nos familiarizamos com os termos, e surge a necessidade de acompanharmos os lançamentos tecnológicos na área, para continuarmos inseridos no meio. 
O Crea-SP divulgou recentemente, em artigo, ‘que tem se posicionado como referência em inovação no setor público, evidenciando sua transformação a partir da adoção de uma série de estratégias que colocam o profissional no centro das decisões. A aposta foi na inclusão de um departamento de Tecnologia e Inovação que monitora, estuda e traz as novidades para mais próximo do ecossistema’.
E enumera o lançamento do CreaLab (www.creasp.org.br/crealab), como parte das ações que implementa. O Crealab é uma plataforma de relacionamento entre pessoas, organizações, startups e academia que visa lidar com os desafios desse contexto. E o Crea-SP Capacita (www.creasp.org.br/capacita) é voltado especialmente para a capacitação e qualificação dos profissionais, colaboradores e demais interessados da sociedade civil, de forma gratuita ou em condições favoráveis, nos temas mais atuais da área tecnológica. As formações vão desde cursos livres às pós-graduações realizadas em parceria com renomadas instituições de ensino. 
Bora acessar e manter-nos atualizados.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp