26/10/2022 às 18h21min - Atualizada em 27/10/2022 às 00h02min

Companha Athletica Kansas inaugura memorial com objetos históricos da carreira de Miguel de Oliveira

SALA DA NOTÍCIA 2PRÓ Comunicação
https://www.ciaathletica.com.br
Leo Freitas

A Companhia Athletica Kansas inaugura amanhã, 27, a partir das 18h30, a Sala e Memorial/Museu do renomado atleta e lutador de boxe, Miguel de Oliveira.  O espaço trará objetos históricos de sua carreira, como o Cinturão do Conselho Mundial de Boxe, a Tocha Olímpica, além de objetos pessoais do atleta, como luvas, roupão e shorts utilizados em suas grandes conquistas. 

Durante o evento de inauguração estão previstas lutas de boxe profissional e olímpico, entre outras exibições. As lutas terão a chancela da Federação de Boxe do Estado de São Paulo (FEBESP), sendo lutas oficiais e com a qualificação para o BoxRec, entidade que oficializa as lutas realizadas em todo o mundo. Estão confirmadas as participações de atletas e treinadores da Seleção Brasileira de Boxe Olímpico, medalhistas e outros profissionais, entre eles Robson Conceição, Abner Teixeira e Beatriz Soares Ferreira.

Sobre Miguel de Oliveira 

Miguel de Oliveira foi o segundo Campeão Mundial de Boxe brasileiro, conquistando o título em Mônaco em 1975, após duas tentativas no Japão, em 1973 e 1974. Ao longo de sua carreira acumulou 45 vitórias e 28 nocautes. 

Miguel foi um dos primeiros funcionários da Companhia Athletica Kansas, onde desenvolveu o Boxe Social destinado aos alunos que queriam treinar de maneira séria a modalidade, mas sem a necessidade de competir. Trabalhou na sala que levará o seu nome por 36 anos.  

Boxe: a Nobre Arte 

O Boxe é um dos esportes mais populares e famosos em todo o mundo, retratado por muitos filmes famosos e tem um apelo midiático sem igual. Tem sua origem no Pugilato com relatos mais antigos por volta de 1500 A.C.. O formato que conhecemos hoje foi desenvolvido no século 18 na Inglaterra, onde o John Graham Chambers  criou regras e pediu para seu amigo, o Marquês de Queensberry, emprestar seu nome às regras, usando sua influência e credibilidade  para consolidar o novo esporte. Essas regras não permitiam agarrões nem chutes ou quedas. Dessa forma, os nobres se apaixonaram pela arte de boxear com os punhos, gerando a alcunha de Nobre Arte. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp