29/02/2016 às 18h08min - Atualizada em 29/02/2016 às 18h08min

Chuva provoca alagamentos e deslizamento de terra

Chuva provoca alagamentos e deslizamento de terra nas cidades da Baixada Santista BAIXADA SANTISTA - A chuva que atingiu a Baixada Santista na noite de domingo (28) e madrugada de segunda-feira (29) provocou alagamentos em diversas ruas da região. As Defesas Civis das cidades registraram também queda de árvores. Até o momento não há registro de vítimas. Cubatão - De acordo com a Defesa Civil de Cubatão nas últimas 24 horas choveu mais da metade do previsto para todo mês de fevereiro. Foram registrados alagamentos de vias públicos que dificultaram a passagem de veículos e também a queda de uma árvore sobre um carro estacionado, sem ocupantes, n bairro Água Fria. Os dados da Comissão Municipal de Defesa Civil (Comdec), em vários pontos de Cubatão choveu mais do que a metade do previsto para todo o mês de fevereiro. O índice esperado para o mês é de 151,2 mm, tendo, na área central, atingido 75,6 mm; na Cota 400, 89,3 mm; na Serra de Paranapiacaba (Piaçaguera), 93,4 mm e na Ultrafértil ( Parque Industrial), 88,4 mm. Mongaguá - Foram registrados 100 mm de chuva nas últimas 24 horas, o equivalente ao que poderia atingir a cidade em 10 dias. Segundo a prefeitura todos os bairros tiveram ruas alagadas entre às 18 horas de domingo (28) e madrugada de segunda-feira (29). Bertioga - Nas últimas 48 horas, foram registrados 185 mm de chuva (equivalente ao esperado para um mês). Durante a madrugada de hoje (29), a Defesa Civil recebeu 12 chamados, sendo duas quedas de árvores, três pontos de alagamentos em vias públicas e sete pontos de enchente de rio no bairro Caiubura. Duas famílias (totalizando seis pessoas) ficaram desalojadas no Bairro Chácaras e Caiubura e foram encaminhadas para casa de parentes. A Secretaria de Serviços Urbanos está realizando limpeza em pontos críticos, como no bairro Caiubura, e removendo restos das árvores caídas no Centro. Neste momento a Defesa Civil está em estado de atenção, mas a qualquer momento, caso as chuvas se tornem torrenciais, pode avançar para o estado de alerta. O telefone da Defesa Civil é 199 e da Secretaria de Serviços Urbanos 3319-8035. Santos - Na cidade a Defesa Civil registrou deslizamento de terra em quatro pontos do município, queda de bloco rochoso além de alagamentos em diversas ruas . A prefeitura decretou estado de atenção, e em 72 horas choveu mais de 152 mm, mais da metade prevista para o mês. Itanhaém - A Defesa Civil está monitorando áreas de risco da cidade. Os bairros mais atingidos pelos alagamentos foram Bopiranga e o Gaivota. Não foram registrados chamadas por desabrigados ou queda de árvores. Choveu cerca de 100 mm. Em caso de emergência as equipes podem ser acionadas pelo telefone 199. São Vicente - A prefeitura, por meio da Defesa Civil, informou que o índice pluviométrico, das 21 (domingo) às 6 horas (segunda), choveu 142 mm. À partir da meia noite a Defesa Civil entrou em nível de atenção. Os bairros que registraram pontos de alagamentos foram Jockey Clube, Catiapoã, Vila Fátima, Centro, Vila Margarida e Esplanada dos Barreiros. Foram registradas quedas de árvores, interdição parcial da lateral de um edifício residencial localizado na rua Padre Anchieta por causa do solopamento do muro, além de socorro prestado a um cadeirante por conta do alagamento de sua residência. Houve também deslizamentos no morro do Itararé, mas sem gravidade. Praia Grande - Vários pontos de alagamentos foram registrados na cidade, e alguns moradores foram atendidos pela Defesa Civil. De acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN), os índices registrados no município nas últimas 24 horas são: Caiçara: 235,2 mm, Vila Sônia: 203,4 mm. A Secretaria de Trânsito de Praia Grande (Setran) informou que quatro semáforos sofreram pane durante a madrugada de hoje (29), ficando no amarelo piscante. A situação foi normalizada logo pela manhã. Em alguns pontos mais críticos de alagamento, onde motoristas utilizaram rotas alternativas, a Setran atuou para orientar e normalizar a fluidez do trânsito. Não foram registrados acidentes ou ocorrências graves. O morador que precisar de informações sobre o trânsito de Praia Grande pode ligar para 0800-7720194. Lembramos ainda que a Defesa Civil é uma força auxiliar e que a população pode solicitá-la pelo telefone 199. Em Guarujá e Peruíbe também foram registrados pontos de alagamentos.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp